quarta-feira, 31 de agosto de 2011

Curem os enfermos, ressuscitem mortos, expulsem demônios!?

Curem os enfermos, ressuscitem os mortos, purifiquem os leprosos, expulsem os demônios. Vocês receberam de graça; dêem também de graça. (Mt 10:8)

Existe uma grande diferença entre ler as escrituras e considerá-las um conto, uma história, a entender que ela é um livro eterno, atual, vivo e 100% verídico. O texto acima foi dito pelo Messias, Yeshua, o Filho do Deus Único e Eterno e, foi dita a seus discípulos. Em suma, foi dito a mim e a todo aquele que confessa seu senhorio e vive suas ordenanças, todo aquele que é nova criatura, que nasceu de novo da água e do espírito.
Vou tentar relatar de forma breve, o que eu presenciei:
Confesso que já vi muitos enfermos serem curados, já vi pessoas serem libertas de demônios e opressões, mas ainda não tinha visto com os meus olhos, um morto (falo no âmbito físico) voltar a vida - embora tenha escutado e creio em inúmeros relatos. E o Senhor permitiu que eu pudesse contemplar, com meus próprios olhos.
Sábado, 27 de agosto, estava com a família reunida em Tinguá, Nova Iguaçu-RJ. Lembro de ter passado o dia todo conversando sobre Deus, sobre igreja, sobre suas obras, seu poder, sobre fé e etc. Repentinamente, na parte da tarde um desespero tomou conta de todos naquele lugar. Uma gritaria, um choro, uma angústia dominou o ambiente. Fui despertado de minha conversação à beira do campo, quando escutei o grito de minha esposa; sai correndo num pique, o mais rápido que eu pude em direção a piscina. Quando cheguei lá, uma criança de 2 anos de idade, estava à margem, sem respirar, sem pulsação. Havia sido encontrada boiando de bruços na piscina. Ninguém sabia, exatamente, por quanto tempo estivera lá. Só se deram conta, quando a bola de voley, caiu próximo a piscina. Chegaram a achar que se tratava de uma boneca.
Vi seus avós desesperados, a mãe enlouquecida, o pai desnorteado, juntamente com todos os demais. Já haviam tentado insistemente reanimá-la, sem sucesso. E eu fiquei olhando aquele corpinho sem vida no chão, mas não conseguia 'entrar em pânico'. Uma única coisa estava em minha mente: "você sabe o que fazer. Faça!".
Sem ter muita atenção, pedi ao pessoal para se acalmar e se afastar (óbvio que não adiantou), então me ajoelhei diante da criança, coloquei a minha mão direita sobre sua barriga e ordenei, exatamente assim: "Come back em nome de Jesus!" (Eu tenho hábito de orar em inglês, que na hora acabei misturando as línguas rs); imediatamente a criança deu um suspiro e lentamente seus olhinhos se mexeram, ela mexeu a cabeça ainda desorientada e seus bracinhos, mas ainda continuava letárgica e com pulso bem fraco. Foi quando chegou um jovem e começou a fazer respiração boca-a-boca e ela expulsou o líquido. Levantei-me sabendo que estava tudo bem.
Ela foi levada ao hospital para exames, os médicos constataram que ela estava em perfeita saúde e ela foi liberada posteriormente.
Amados, isso é o poder de nosso Deus. Ainda que eu não tivesse visto isso acontecer, eu continuaria acreditando. A Palavra diz que: "Deus é poderoso para fazer mais do que pedimos ou pensamos, segundo o Seu poder atuante em NóS". Nós quem? Os que cremos.
Yeshua disse: "quem confiar em mim fará as mesmas coisas que eu fiz e ainda fará coisas maiores do que eu fiz!"... Hallelu Yah! Yeshua não mente e nunca mentiu! Suas Palavras são vida!
Creia nEle. A morte não pôde deter Yeshua, o que poderia? Nada! Lembro-me que Ele também disse: "Tudo é possível para aquele que crê"... e quer saber de uma coisa? Eu creio!

Esse testemunho não tem, de forma alguma,  nenhuma intenção de trazer glória para mim ou para nosso ministério. Não é uma 'propaganda'. Até porque, certamente, outros estavam clamando pela vida dessa criança e, nosso Senhor, ouve nosso clamor. A intenção deste testemunho é simplesmente acrescentar uma gota que seja, à sua fé!
Quanto ao que lhes escrevo, afirmo diante de Deus que não minto. (Gál 1:20)

Shalom Adonai!

quarta-feira, 17 de agosto de 2011

Que é o homem para que te preocupes?

Esse texto está falando de você e eu, da raça humana, do homem criado por Deus: "Não foi a anjos que ele sujeitou o mundo que há de vir, a respeito do qual estamos falando, mas alguém em certo lugar testemunhou, dizendo: "Que é o homem, para que com ele te importes? E o filho do homem, para que com ele te preocupes? Tu o fizeste um pouco menor do que os anjos e o coroaste de glória e de honra; tudo sujeitaste debaixo dos seus pés". Ao lhe sujeitar todas as coisas, nada deixou que não lhe estivesse sujeito. Agora, porém, ainda não vemos que todas as coisas lhe estejam sujeitas" (Heb 2:5-8) //Quando Deus criou o homem, tudo lhe sujeitou (Gn. 1:27-30)

A partir de aqui ele está falando de Yeshua: "Vemos, todavia, aquele que por um pouco foi feito menor do que os anjos, Yeshua, coroado de honra e glória por ter sofrido a morte, para que, pela graça de Deus, em favor de todos, experimentasse a morte. Ao levar muitos filhos à glória, convinha que Deus, por causa de quem e por meio de quem tudo existe, tornasse perfeito, mediante o sofrimento, o autor da salvação deles."(Heb 2:9-10)

Edificando a si mesmo

A Palavra diz que existe uma forma de nos edificarmos e essa forma é orando no Espírito. Talvez você possa estar se perguntando: “o que é orar no espírito?”

Bom, vou te mostrar o que Paulo, o apóstolo disse sobre isso: Orar no espírito é orar em línguas – como evidência da imersão do Ruach HaKodesh. Isso está referenciado em 1 Cor. 14:14;

Pois, se oro em língua, meu espírito ora, mas a minha mente fica infrutífera. 1Co 14:14

Pois quem fala em língua não fala aos homens, mas a Deus. De fato, ninguém o entende; em espírito fala mistérios. (1Co 14:2)

Há alguns desentendidos, que usam a segunda parte desse versículo (‘mente infrutífera’) como desculpa para refutar a oração em línguas, ou então, dizem que Paulo recomenda que só se faça isso quando houver intérprete.

Texto sem contexto é pretexto. Leia as escrituras com atenção, com revelação do Espírito. O próprio Paulo chega a se ‘gabar’ por orar constantemente em línguas (1 Cor. 14:18). Porque ele faria isso se não tivesse nenhum proveito ou se não fosse para gerar incentivo entre os cristãos? Quando Paulo fala sobre interpretação, ele está se referindo a um ambiente de reunião, ou um culto, uma assembleia, para que não haja desordem, porque Deus é um Deus de shalom (paz), não de bagunça. Ele diz que não adianta que se faça barulho num ambiente sem que haja entendimento. Mas no que diz respeito à nossa edificação, devemos fazê-lo constantemente.

Se não houver intérprete, fique calado na igreja, falando consigo mesmo e com Deus. (1Co 14:28).

Como é que falamos diretamente a Deus? Quando oramos em línguas (1 Cor. 14:2)

Ao contrário do que muitos defendem, Paulo não proíbe oração em línguas, muito pelo contrário. Veja o que ele diz: “Então, que farei? Orarei com o espírito, mas também orarei com o entendimento; cantarei com o espírito, mas também cantarei com o entendimento. (1Co 14:15) / “Portanto, meus irmãos, busquem com dedicação o profetizar e não proíbam o falar em línguas”. (1Co 14:39)

Observe que em primeiro lugar ele coloca o espírito e depois o entendimento. Tente imitar a Paulo, como ele tentava imitar o Messias (1 Cor. 11:1). Se Paulo orava constantemente em línguas (no espírito), nós também devemos e, isso é sinal de que Yeshua também o fazia, pois Paulo afirma que imitava ao Messias. Entenda que eu não estou falando de uma ‘explosão emocional’ quando desordenadamente um monte de pessoas começam a falar em línguas no meio da congregação; ou quando você está tão animado e começa a falar (era inclusive sobre coisas assim que Paulo se referia no capítulo 14 de Coríntios). Mas estou me referindo à prática constante de oração em línguas, conforme Paulo instruiu, para edificação do seu próprio espírito. Você precisa se fortalecer no poder do Senhor, que é o poder do Espírito Santo. Você precisa edificar a sua fé!

Paulo, quando escreve aos Efésios, instrui para que eles orem no Espírito em TODAS as ocasiões. E afirmo que nosso relacionamento com o Pai se dá no âmbito espiritual. Por que somos um espírito, não somos um corpo ou uma alma (há distinção entre alma e espírito, mas isso fica para outro tópico). Quando Yeshua está falando sobre adoração, Ele diz que VERDADEIRO adorador é aquele adora em espírito (v. Jo. 4:24). A mesma instrução, sobre oração em línguas é dada por Y’udah (Judas).

Yeshua a seus discípulos em Marcos 14:38, diz que a carne é fraca e o espírito pronto. Temos que zelar por deixar o espírito sempre pronto. Como? Edificando-o. E como se faz isso? Orando no espírito. Em outras palavras: orando em línguas.

A oração no espírito tem uma série de benefícios. Vejamos alguns:
  • Nos edifica
  • Firma-nos na fé santa
  • Faz-nos conhecer a vontade do Senhor
  • Traz-nos conhecimento da parte de Deus
  • Enche-nos com o Ruach HaKodesh (Espírito Santo)
  • Dá-nos discernimento de espírito
  • Faz com que o Ruach Hakodesh nos auxilie, intercendo por nós. O próprio Ruach HaKodesh intercede por nós
  • Faz-nos manter um relacionamento com o Pai, como ele deseja
Então vamos dar um “passeio” na Palavra e ver isso melhor:

Edifiquem-se, porém, amados, na santíssima fé que vocês têm, orando no Espírito Santo. (Jud 1:20)

Vigiem e orem para que não caiam em tentação. O espírito está pronto, mas a carne é fraca. " (Mar 14:38)

Portanto, não sejam insensatos, mas procurem compreender qual é a vontade do Senhor. (Efs 5:17) Não se embriaguem com vinho, que leva à libertinagem, mas deixem-se encher pelo Espírito... (Efs 5:18)

Usem o capacete da salvação e a espada do Espírito, que é a palavra de Deus. (Efs 6:17) Orem no Espírito em todas as ocasiões, com toda oração e súplica; tendo isso em mente, estejam atentos e perseverem na oração por todos os santos.(Efs 6:18)

Dou graças a Deus por falar em línguas mais do que todos vocês. (1Co 14:18)

Da mesma forma o Espírito nos ajuda em nossa fraqueza, pois não sabemos como orar, mas o próprio Espírito intercede por nós com gemidos inexprimíveis. E aquele que sonda os corações conhece a intenção do Espírito, porque o Espírito intercede pelos santos de acordo com a vontade de Deus. (Rom 8:26-27)

Faça isso prática constante na sua vida. Comece a orar no espírito! Você não precisa sentir um arrepio, ou um fogo, ou os pés saindo do chão. Mas comece a orar pela fé na Palavra e verás os resultados de ter um espírito edificado na santíssima fé.

Pr. Alex Guedes
Ministério Christos \/ Escola de Cura Christos

P.S.: Se alguém pensa que é profeta ou espiritual, reconheça que o que lhes estou escrevendo é mandamento do Senhor. (1Co 14:37)