quarta-feira, 17 de agosto de 2011

Edificando a si mesmo

A Palavra diz que existe uma forma de nos edificarmos e essa forma é orando no Espírito. Talvez você possa estar se perguntando: “o que é orar no espírito?”

Bom, vou te mostrar o que Paulo, o apóstolo disse sobre isso: Orar no espírito é orar em línguas – como evidência da imersão do Ruach HaKodesh. Isso está referenciado em 1 Cor. 14:14;

Pois, se oro em língua, meu espírito ora, mas a minha mente fica infrutífera. 1Co 14:14

Pois quem fala em língua não fala aos homens, mas a Deus. De fato, ninguém o entende; em espírito fala mistérios. (1Co 14:2)

Há alguns desentendidos, que usam a segunda parte desse versículo (‘mente infrutífera’) como desculpa para refutar a oração em línguas, ou então, dizem que Paulo recomenda que só se faça isso quando houver intérprete.

Texto sem contexto é pretexto. Leia as escrituras com atenção, com revelação do Espírito. O próprio Paulo chega a se ‘gabar’ por orar constantemente em línguas (1 Cor. 14:18). Porque ele faria isso se não tivesse nenhum proveito ou se não fosse para gerar incentivo entre os cristãos? Quando Paulo fala sobre interpretação, ele está se referindo a um ambiente de reunião, ou um culto, uma assembleia, para que não haja desordem, porque Deus é um Deus de shalom (paz), não de bagunça. Ele diz que não adianta que se faça barulho num ambiente sem que haja entendimento. Mas no que diz respeito à nossa edificação, devemos fazê-lo constantemente.

Se não houver intérprete, fique calado na igreja, falando consigo mesmo e com Deus. (1Co 14:28).

Como é que falamos diretamente a Deus? Quando oramos em línguas (1 Cor. 14:2)

Ao contrário do que muitos defendem, Paulo não proíbe oração em línguas, muito pelo contrário. Veja o que ele diz: “Então, que farei? Orarei com o espírito, mas também orarei com o entendimento; cantarei com o espírito, mas também cantarei com o entendimento. (1Co 14:15) / “Portanto, meus irmãos, busquem com dedicação o profetizar e não proíbam o falar em línguas”. (1Co 14:39)

Observe que em primeiro lugar ele coloca o espírito e depois o entendimento. Tente imitar a Paulo, como ele tentava imitar o Messias (1 Cor. 11:1). Se Paulo orava constantemente em línguas (no espírito), nós também devemos e, isso é sinal de que Yeshua também o fazia, pois Paulo afirma que imitava ao Messias. Entenda que eu não estou falando de uma ‘explosão emocional’ quando desordenadamente um monte de pessoas começam a falar em línguas no meio da congregação; ou quando você está tão animado e começa a falar (era inclusive sobre coisas assim que Paulo se referia no capítulo 14 de Coríntios). Mas estou me referindo à prática constante de oração em línguas, conforme Paulo instruiu, para edificação do seu próprio espírito. Você precisa se fortalecer no poder do Senhor, que é o poder do Espírito Santo. Você precisa edificar a sua fé!

Paulo, quando escreve aos Efésios, instrui para que eles orem no Espírito em TODAS as ocasiões. E afirmo que nosso relacionamento com o Pai se dá no âmbito espiritual. Por que somos um espírito, não somos um corpo ou uma alma (há distinção entre alma e espírito, mas isso fica para outro tópico). Quando Yeshua está falando sobre adoração, Ele diz que VERDADEIRO adorador é aquele adora em espírito (v. Jo. 4:24). A mesma instrução, sobre oração em línguas é dada por Y’udah (Judas).

Yeshua a seus discípulos em Marcos 14:38, diz que a carne é fraca e o espírito pronto. Temos que zelar por deixar o espírito sempre pronto. Como? Edificando-o. E como se faz isso? Orando no espírito. Em outras palavras: orando em línguas.

A oração no espírito tem uma série de benefícios. Vejamos alguns:
  • Nos edifica
  • Firma-nos na fé santa
  • Faz-nos conhecer a vontade do Senhor
  • Traz-nos conhecimento da parte de Deus
  • Enche-nos com o Ruach HaKodesh (Espírito Santo)
  • Dá-nos discernimento de espírito
  • Faz com que o Ruach Hakodesh nos auxilie, intercendo por nós. O próprio Ruach HaKodesh intercede por nós
  • Faz-nos manter um relacionamento com o Pai, como ele deseja
Então vamos dar um “passeio” na Palavra e ver isso melhor:

Edifiquem-se, porém, amados, na santíssima fé que vocês têm, orando no Espírito Santo. (Jud 1:20)

Vigiem e orem para que não caiam em tentação. O espírito está pronto, mas a carne é fraca. " (Mar 14:38)

Portanto, não sejam insensatos, mas procurem compreender qual é a vontade do Senhor. (Efs 5:17) Não se embriaguem com vinho, que leva à libertinagem, mas deixem-se encher pelo Espírito... (Efs 5:18)

Usem o capacete da salvação e a espada do Espírito, que é a palavra de Deus. (Efs 6:17) Orem no Espírito em todas as ocasiões, com toda oração e súplica; tendo isso em mente, estejam atentos e perseverem na oração por todos os santos.(Efs 6:18)

Dou graças a Deus por falar em línguas mais do que todos vocês. (1Co 14:18)

Da mesma forma o Espírito nos ajuda em nossa fraqueza, pois não sabemos como orar, mas o próprio Espírito intercede por nós com gemidos inexprimíveis. E aquele que sonda os corações conhece a intenção do Espírito, porque o Espírito intercede pelos santos de acordo com a vontade de Deus. (Rom 8:26-27)

Faça isso prática constante na sua vida. Comece a orar no espírito! Você não precisa sentir um arrepio, ou um fogo, ou os pés saindo do chão. Mas comece a orar pela fé na Palavra e verás os resultados de ter um espírito edificado na santíssima fé.

Pr. Alex Guedes
Ministério Christos \/ Escola de Cura Christos

P.S.: Se alguém pensa que é profeta ou espiritual, reconheça que o que lhes estou escrevendo é mandamento do Senhor. (1Co 14:37)

Um comentário: